hotelesencanto.org/usuario/lucianodesilva/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > lucianodesilva
28 years
Usuário desde Junho de 2014
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Peço que curtam a página da minha produtora audiovisual LUX CYANO:
www.facebook.com/luxcyano
www.instagram.com/luxcyano

E ouçam meu podcast/webradio CINE LUX:
www.mixcloud.com/luciano-desilva

Minhas fotografias:
www.instagram.com/luciano_desilva
www.flickr.com/lucianolouixdesilva

Grande abraço.

Paz & Luz!

Últimas opiniões enviadas

  • Luciano DeSilva

    Eu sou um cara que, de certa forma, detém uma frieza grande para coisas da vida. Um exemplo: na adolescência eu almoçava vendo documentários sobre autópsia. Para alguns isso seria inviável!
    Sou uma pessoa muito mais racional do que emocional e analiso tudo muito bem antes de falar algo a favor ou contrário, mas digo a você: foi dificílimo ver isso até o final.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Quando eu saquei que a mãe sentia um certo orgulho ou saudades do tempo que mudava o câmbio do cara enquanto ele comia a própria filha, foi tenso!
    Pela linguagem corporal dela era visível o quanto adorava aquele tempo, chegando até a lamber os beiços rapidamente num momento.

    O pai já se via mais arrependimento e tristeza profunda, junto com a vergonha. Até comentei com minha namorada: "viu que a filha lembrou do período do incêndio e de como seu pai clamava para que as chamas consumissem tudo - numa alusão a talvez queimar junto o passado e com ele seu xará Bob -, justamente da pessoa que ela mais queria distância e pouco se fala da mãe?

    Fora o nojo e a complacência desses pais em AINDA falar com o cara o chamando pelo apelido carinhoso de 'B', sabendo que o malandro comia a filha deles menor de idade. Cacete! Gente frouxa é uma merda! Mas é aquilo, tudo isso nos famigerados anos 60/70 regados a drogas e sexo livre e umas das práticas mais tristes de templos religiosos: "se um irmão errar, mantenha sempre em segredo e/ou abafe o ocorrido. Apontar só para quem não é da congregação."

    Enfim, a lavagem cerebral é algo sujo, baixo e doentio ainda mais quando feito para com uma criança - que tinha como maiores inimigos os seus pais egoístas.

    Pedófilo é uma bactéria que me embrulha o estômago e que me acende uma ira descomunal! Assistir e ouvir coisas relacionadas a isso me doí mais que qualquer vídeo Gore em outros segmentos.

    AVISO: se já passou por isso, sendo vítima de algum abuso, não se "curando" mentalmente em totalidade, não assista o documentário. É triste ver o quão real pode ser o "bicho-papão". Mesmo eu não tendo passado por isso, mas ter conhecido pessoas que sim, inclusive na família, eu fiquei nauseante no pouco que supracitei em spoilers.

    07/10

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Luciano DeSilva

    É um filme de Dinossauros - um filme ruim por sinal, introjetando um ambientalismo para livrarem DINOSSAUROS, pois não podemos matá-los[?], mas eles podem ficar livres para nos matar[??].

    O progressismo odeia a lógica. Inclusive, Claire [Bryce Dallas Howard] virou outra personagem! Transformando-se em uma chata justiceira social pró-dinossauros?!?!?!?!?!?! Filha, você vai soltar bichos equivalentes a demônios que poderão matar a humanidade só porque você não quer mata-los? Agora entendi o motivo deles defenderem tanto bandidos, assassinos e estupradores...

    Só vale por alguns momentos de fotografia cintilar e momentos de pura tensão. De resto, um filme B milionário onde nada faz muito sentido.

    05/10

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Luciano DeSilva

    <SPOILERS - SPOILERS - SPOILERS>

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    A maioria, se não todos, os serial killers foram abusados na infância. Quando ele a olha no tribunal ele menciona que ela não é real. Ele não a abusa porque acredito não sentir atração, mas principalmente por achar que ela é a morte. Que ela é fruto de sua mente.

    Quando ele entra na casa, começa a comer seu marido e de repente ouve a mulher a delirar e contar histórias de abuso, é como se a mente dele estivesse construindo isso pelos abusos que sofreu.
    Mais tarde, ela comenta que agora estava livre, pois contava sua história para todos que sofreram como ela e isso ajudava essas pessoas. Por isso que, no tribunal, ele se SOLTA DA ALGEMA. Ela também libertou ele e, apesar de estar indo para a prisão, hoje, se sente livre.

    O final pode ser real ou não. Pode ser apenas ela vencendo mais um medo - do pai e do serial killer -, pois está sozinha em casa tentando dormir.

    F i l m a ç o !

    08/10

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.